A obra a seguir é o resultado da inquietação de dois sacerdotes de Umbanda ao perceber que o conceito de caridade trazido de outras vertentes religiosas para o ambiente de terreiro é, senão, uma venda de indulgência moderna. Fora de seu sentido apurado a caridade se torna moeda de troca, onde o ser mais caridoso é também o mais evoluído espiritualmente. Na Umbanda, o papel de executor da caridade ficará a encargo do médium que acredita ser esse agente “permitindo” a evolução dos guias por meio do trabalho mediúnico. Ao tocar nessa ferida, a obra passa a questionar a distorção de sentido da ação caritativa, mostrando que isso se faz de forma perversa, onde nesse contexto sistematizado a caridade sempre acontece para que alguém alcance algo. Num diálogo rico em historicidade e costurado em reflexões éticas, Pai Alexandre Cumino e Pai Rodrigo Queiroz presenteiam o debate consciencial da religião em sociedade, discutindo sobre amor, ágape, e valores cristãos. Estes devem nortear o que eles acreditam ser “a manifestação do espírito para a prática do amor divino.” Autores alexandre Cumino e Rodrigo Queiroz - Pág: 104

Caridade: AMOR E PERVERSÃO

R$21,90 R$19,99
Esgotado
Caridade: AMOR E PERVERSÃO R$19,99

A obra a seguir é o resultado da inquietação de dois sacerdotes de Umbanda ao perceber que o conceito de caridade trazido de outras vertentes religiosas para o ambiente de terreiro é, senão, uma venda de indulgência moderna. Fora de seu sentido apurado a caridade se torna moeda de troca, onde o ser mais caridoso é também o mais evoluído espiritualmente. Na Umbanda, o papel de executor da caridade ficará a encargo do médium que acredita ser esse agente “permitindo” a evolução dos guias por meio do trabalho mediúnico. Ao tocar nessa ferida, a obra passa a questionar a distorção de sentido da ação caritativa, mostrando que isso se faz de forma perversa, onde nesse contexto sistematizado a caridade sempre acontece para que alguém alcance algo. Num diálogo rico em historicidade e costurado em reflexões éticas, Pai Alexandre Cumino e Pai Rodrigo Queiroz presenteiam o debate consciencial da religião em sociedade, discutindo sobre amor, ágape, e valores cristãos. Estes devem nortear o que eles acreditam ser “a manifestação do espírito para a prática do amor divino.” Autores alexandre Cumino e Rodrigo Queiroz - Pág: 104